6 de janeiro

Thaís Romani sempre em busca de conhecimento

Profissional participou do Workshop Avançado de Hipertrofia

foam roller thais romani s

Thaís Romani é uma personal trainer que ama seu trabalho, possui uma incrível dedicação aos estudos, a sua profissão e seus alunos. Recentemente, ela participou do Workshop Avançado de Hipertrofia organizado pela Foam Roller Brasil e ministrado pelo Coach Alexandre Kessler, na Bodytech, em Porto Alegre (RS). Para saber a opinião dela a respeito dessa clínica de estudos, e outros temas relativos, confira e entrevista a seguir.

Você é uma profissional que está sempre em busca de estudos e conhecimento. Recentemente participou do Workshop Métodos Avançados de Hipertrofia. O que achou do curso e o que mais lhe marcou nessa imersão?

Achei o curso do Alexandre kessler espetacular. O mais incrível de tudo é que o assunto abordado – e com muitas evidências científicas – veio a calhar numa época onde aumentou os casos de lesões por praticantes de musculação que treinam há muitos anos dentro do objetivo da hipertrofia. Antigamente, após as lesões, se acreditava que não era mais possível colocar mesmas cargas que antes e, por consequência, não se teria a tal almejada hipertrofia. Com os estudos atuais que o Alex trouxe no curso, é possível realizar um treinamento tão hipertrófico quanto seguro (uma benção para a próxima geração de atletas e praticantes de musculação).

Qual sua visão sobre a didática adotada pelo Coach Alexandre Kessler?

Já é o terceiro curso que faço com o Alex e considero a didática dele muito boa. Trazer o exemplo do Ronnie Coleman (campeão mundial 8x no Fisiculturismo) que sofre há 10 anos as consequências de treinos intensos com cargas muito pesadas e nos conscientizar para os benefícios de uma nova era de treinamento, nos coloca numa posição privilegiada da nossa profissão.

Na sua concepção, o que diferencia um profissional de excelência de um personal trainer comum?

Atualização. É necessário estudar, e muito. O nosso corpo está em constante evolução e cada vez mais novos estudos surgem em todos os setores da saúde. O personal trainer – o profissional de Educação Física – precisa, urgentemente, deixar de achar que já sabe tudo – uma realidade que encontro todos os dias nas academias – e buscar novos conhecimentos para melhorar e credibilizar o seu trabalho.

A preocupação com a saúde e a qualidade de vida teve um crescimento exponencial nas últimas décadas no Brasil. Você acha que os profissionais de educação física estão se capacitando da maneira correta para atender essa demanda?

Infelizmente não. Ao conversar com estagiários de musculação, vejo o quanto as faculdades de Educação Física estão estagnadas em conteúdos. Quando se formam, bastam conseguir um determinado número de alunos de personal para se acomodarem e não estudarem mais. Eu fiz isso. E foi necessário eu me machucar e enfrentar alguns problemas de saúde para então buscar o entendimento do que estava acontecendo comigo. E esse entendimento se estendeu aos meus alunos e aos próximos que vieram, por saberem dos meus novos conhecimentos.

Sendo assim, qual mensagem você daria para seus colegas de profissão que buscam se destacar no mercado de trabalho?

Meu conselho é investir, se atualizar para ser um profissional diferenciado e, por consequência, ganhar mais. Ou seja: há cursos espetaculares – como do prof. Alex – que, acreditem, dão uma guinada e tanto na profissão. Quanto mais o professor ARGUMENTAR, não com palavras difíceis e sim, ensinando o aluno o porque daquela execução e o porque de não fazer aquele movimento, dificilmente o personal irá perder esse aluno. No momento em que esse profissional de Educação Física entender que o seu aluno não é somente um corpo e fazê-lo entender que esta profissão vai além de puxar pesos será inevitável a criação de um elo de muita confiança e fidelidade entre ambos. Um profissional atualizado além de capacitado, jamais vai chegar em uma roda de chimarrão e reclamar que o mercado está saturado e, portanto, sem aluno. Somente os “estagnados” reclamam desta falta.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
banner, Matérias

Comentar

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *