12 de janeiro

Gizele Monteiro – Personal Gestante

Ações e prevenções para uma gravidez mais saudável e feliz.

Gizele Monteiro | Foto: Arquivo Pessoal

Gizele Monteiro | Foto: Arquivo Pessoal

Gizele Monteiro é pioneira na implementação do conceito Personal Gestante e do Programa Especializado para Gravidez e Pós-parto, no Brasil e na Europa. Na entrevista abaixo, ela explica detalhes sobre seu trabalho e a importância do acompanhamento especializado em um momento tão importante para as mamães.

Você graduou-se em Educação Física pela FIG e, posteriormente, especializou-se em exercícios para gestantes, com mestrado na área de Farmacologia, pela UNIFESP. Como surgiu o interesse de trabalhar com a gravidez, através do esporte?

Eu sempre transitei nas duas áreas – saúde e esporte. Fui bailarina e atleta de ginástica aeróbica, mas atuava profissionalmente em academias. Sempre busquei nos cursos e formações o aprofundamento para a minha prática, seja para saúde ou para o esporte. Fiz cursos na Rússia e em Cuba, na área desportiva. Uma das minhas áreas de estudo e paixão é a flexibilidade e sempre tentei levar essa capacidade para a saúde das pessoas. No mundo da academia, atendi algumas gestantes ou mamães que sempre vinham com algumas queixas. Normalmente essas queixas eram ligadas a desordens músculo-esqueléticas e aí aplicava meus conhecimentos dessa parte de tensão muscular, encurtamentos e problemas posturais. Era apaixonante ver os resultados. Em uma das minhas especializações – um curso de fisiologia na Unifesp – surgiu o interesse e o convite para o mestrado. O departamento dirigido pelo Dr. Ivan Piçarro – pesquisador na área – tinha como tema principal de estudo a Gravidez e o Exercício e mal sabia eu que se iniciava uma nova paixão e uma mudança no rumo da minha carreira.

Você é pioneira na implementação do conceito Personal Gestante e do programa especializado para a gravidez e pós-parto no Brasil e na Europa. Poderia explicar um pouco sobre o conceito e como ele é trabalhado?

Muitos profissionais acham que sabem trabalhar com gestantes e mamães, mas eu digo que quanto mais eu estudo, mais vejo que preciso estudar. Sempre somos pegos com uma queixa, algo que foge ao conhecimento básico que temos como formação. E olha que eu devorei artigos científicos para minha dissertação de mestrado e faço isso até hoje. Quando você busca um médico com algum problema específico, você vai a um “especialista” e não a um “clínico geral”. Muitos profissionais são clínicos gerais em seus atendimento e não “especialistas”. Eu só atendo gestantes, mamães e mulheres que desejam a maternidade. Os trabalhos são específicos e temos que deixar a mulher na melhor condição possível para que ela possa tentar o seu parto normal e tenha condições físicas para esse trabalho tão intenso, ou até mesmo ajudá-la no controle de peso. Hoje, tenho profissionais que atendem somente mulheres e que incluem a gravidez em seu grupo de clientes. Muitos me perguntam como eu sobrevivo atendendo apenas esse grupo? Eu respondo… não tenho horários, graças a Deus e a esse trabalho diferenciado que faço! Elas buscam um especialista!

Na continuidade do meu mestrado dei início a minha vida acadêmica, ministrando aulas no maior curso de pós-graduação na área de Ed. Física – hoje com a chancela da Estácio de Sá. Durante anos, vi o que profissionais do Brasil inteiro faziam e prescreviam para suas alunas. Corrigi muitos, orientei, mas chegou um momento em que senti a necessidade de abraçar a área e fazer algo maior no mercado, seja pelas gestantes, seja pelos profissionais. Dessa forma, iniciei em 2006 o curso do Mais Vida Gestantes que conta hoje com um curso online (porque a maioria dos profissionais vem de fora de São Paulo) que capacita os profissionais para esse mercado tão rico e crescente a cada dia. Durante esse processo, fui pesquisando, mudando o projeto e então, além dos meus atendimentos presenciais como Personal Gestante, senti a necessidade de chegar mais perto ainda das gestantes do Brasil. Surgiu então o Gravidez em Forma – atendendo gestantes e mamães do Brasil com consultoria e treinamento à distância, com orientações “especializadas”.

Como são, exatamente, os exercícios trabalhados no programa?

O programa para a gestantes e mamães deve ser completo, porque seu corpo todo passa por grande transformação. Mas dentro disso, ainda ajudamos nas necessidades mais pontuais, seja o controle de peso, a postura, relaxamento e prevenção de estresse, dores ou incômodos. Dessa forma, os exercícios são selecionados e planejados conforme as mudanças dos trimestres. Ajudamos na preparação do seu corpo para que tenha a melhor gravidez possível!

Quais os benefícios de praticar exercícios durante a gravidez e no pós-parto?

São muitos: controle de peso e volta dele, prevenção de doenças que colocam em risco saúde da mãe e do bebê, prevenção de incômodos e dores nas costas e no quadril, prevenção do inchaço, mais disposição, podendo levar sua vida profissional com mais tranquilidade, alívio de ansiedade, prevenção e ajuda no controle da depressão pós-parto, a volta da barriga de forma saudável e segura, etc.

E quais os principais cuidados que as gestantes devem ter?

Respeitar as novas condições do seu corpo, nunca querer buscar resultados ou marcas. As orientações internacionais são para que os exercícios praticados sejam de intensidade leve a moderada. A carga como um todo deve ser reduzida – volume e intensidade. E outro ponto importante é ter a certeza que o profissional que a orienta realmente entende de prescrição para o seu caso.

Conte-nos um pouco sobre as mudanças na área, desde que você começou a trabalhar com gestantes, há mais de 15 anos.

No começo, muitos achavam que gestante só podia fazer hidroginástica e muitas mulheres treinadas tinham que seguir essa regra. Até hoje, acompanho gestantes que dizem que olham feio para ela porque está continuando a sua modalidade. Não estou querendo dizer com isso que nada deva ser mudado, muitas modalidades devem mudar muito para que se continue a prática, mas hoje isso está muito mais consciente. O mercado e a mídia tem aceitado bem essas mudanças. A comprovação disso é que, cada dia mais, vejo mulheres treinadas vindo buscar orientações para saber o que precisam mudar em seus treinos e como devem proceder para se sentirem seguras.

Hoje, muitos médicos também já conhecem esse trabalho e orientam gestantes a buscarem profissionais com esse perfil. O problema é que temos poucos no mercado! Em muitos estados eu não consigo indicar alguém que seja especialista.

Em relação ao Foam Roller, como ele auxilia seu trabalho?

Ele ajuda muito nos exercícios direcionados à prevenção de dores e incômodos. Se uma gestante tem dor, o médico a colocará de repouso. Eu o uso para a soltura das tensões, principalmente da região do quadril e costas, que é a queixa mais comum das gestantes e também das mamães. Para as mamães, como temos mais liberdade de movimento, podemos usar um pouco mais, sendo importante para as pernas também.

O Foam Roller pode se tornar um aliado para a saúde de gestantes e mulheres em pós-parto?

Com certeza! Essa parte músculo-esquelética sempre foi muito negligenciada pelos profissionais. Se o profissional tem uma mulher que deseja engravidar já pode iniciar o uso do Foam Roller ajudando na preparação do corpo para a gravidez. O Foam Roller será essencial associando-se exercícios de alongamento para organizar a postura e tratar tensões, promovendo uma liberação miofascial. Na gravidez e no pós-parto, ele será um material importante para prevenir as desordens músculo-esqueléticas.

Gostaria de deixar algum recado para os leitores sobre seus próximos cursos e atividades?

Para os leitores que desejam conhecer um pouco mais do meu trabalho, podem me encontrar em meu blog e redes sociais. Sobre o curso de capacitação, os profissionais que sentiram o desejo de conhecer mais esse trabalho especializado do personal gestante – podem acessar a página da capacitação no meu blog. Lembrando que o curso agora está “online” com um encontro presencial de um final de semana, que fiz questão de manter para nos conhecermos e também reforçar o conteúdo, além de discutirmos esse mercado cada dia maior. Desejo que as mamães tenham cada dia mais o exercício em suas vidas!

Amor e carinho | Foto: Divulgação

Amor e carinho | Foto: Divulgação

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
banner, Matérias

Comentar

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *