3 de outubro

Evaldo Bosio: Amor ao esporte

Fisioterapeuta revela detalhes da carreira e sua paixão pela corrida.

Motivação | Fotos: Arquivo Pessoal

Motivação | Fotos: Arquivo Pessoal

Evaldo Bosio possui ampla experiência na fisioterapia esportiva, buscando sempre as melhores alternativas no tratamento e prevenção de lesões. Como atleta, tem diversas corridas no currículo e visa desafios cada vez maiores. Na entrevista a seguir, você poderá conhecer um pouco mais sobre o lado profissional e pessoal desse renomado fisioterapeuta.

Como nasceu seu interesse pela fisioterapia?

Eu estava no segundo ano da faculdade de economia e durante uma aula de contabilidade percebi que esse mundo dos números não tinha nada a ver comigo. Então, conversando com um antigo vizinho que estava terminando a graduação de fisioterapia, passei a me interessar pela área, comecei a tirar dúvidas sobre o curso e suas matérias. Na semana seguinte tranquei a faculdade e comecei a estudar para o vestibular de fisioterapia.

Como iniciou o envolvimento com o pilates?

Surgiu da necessidade de proporcionar uma terapia personalizada e mais funcional para meus pacientes. Percebi que muitos deles, após a alta da fisioterapia, retornavam a clínica com novas lesões ou novas dores. Durante as avaliações, as histórias clínicas eram praticamente iguais: erros, excessos e exercícios não orientados na academia. Com o tempo e experiência, passamos a utilizar o pilates como prevenção e preparação de atletas de corrida de rua, ciclistas e triatletas.

Qual a sensação de proporcionar qualidade de vida?

A felicidade de receber um sorriso, um “obrigado”, ver que as pessoas voltam normalmente para suas atividades pessoais, profissionais e esportivas, após o tratamento, é algo indescritível. No primeiro dia de aula da graduação de fisioterapia eu tive certeza que tinha feito a escolha certa ao trocar de curso.

Você é colunista de diversas revistas, jornais e portais. Além de ser consultor da Revista Men’s Health. Informar e orientar as pessoas faz parte da sua vocação?

A informação e orientação é a melhor maneira ajudar a população. É nossa responsabilidade, como profissional, informar as pessoas, seja por meio das mídias sociais, internet ou das publicações impressas.

Como costuma utilizar o Foam Roller no seu dia a dia?

Meu primeiro contato com o Foam Roller surgiu em 2013. Na época, eu buscava alguma forma de orientar meus pacientes a realizarem a auto-massagem e a auto-liberação miofascial, possibilitando uma continuidade no trabalho. E foi no Foam Roller que encontrei essa possibilidade, de dar liberdade ao paciente e ao atleta, ao encaixarem uma forma de manutenção e relaxamento muscular em sua rotina. Hoje, o Foam Roller faz parte não só do meu arsenal terapêutico, como de todos os profissionais da Prime Fisioterapia. Sendo amplamente utilizado por nossos alunos de pilates, do adolescente ao aluno da melhor idade.

Quais os resultados observados?

Nossos alunos de pilates relatam que começar as aulas realizando um aquecimento com o Foam Roller ajuda a melhorar a flexibilidade, possibilitando uma harmonia na realização de movimentos e exercícios. Em nossos atletas podemos observar que o Foam Roller auxilia também na melhora da flexibilidade. Com isso, a prática do esporte fica mais potente e precisa. Após os exercícios, a utilização da ferramenta faz com que os músculos relaxem e as dores pós-atividade diminuam.

Você também o utiliza em seus treinos?

No meu caso pessoal, além de fisioterapeuta esportivo também sou atleta amador de corrida de rua e já realizei dezenas de provas, entre elas, 12 meia maratonas (21Km) e uma ultra maratona de 24 horas. Atualmente, estou me preparando para a Maratona de Buenos Aires, que ocorrerá em outubro desse ano; o Desafio da Disney, na Flórida, em Janeiro de 2015; e a Comrades Marathon, a Ultra Maratona de 89Km na África do Sul, em maio 2015.

Como atleta, abri mão dos tradicionais exercícios pós-treinos, utilizando sempre o Foam Roller como forma de prevenção de dores musculares, após treinos extenuantes. Ao final do relaxamento muscular sinto as pernas leves e os músculos inteiros, como se não tivesse realizado qualquer esforço.

Pronto pra outra

Pronto pra outra

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
Matérias

Comentar

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *