5 de março

Estudo comprova que Foam Roller melhora performance

Os resultados do TCC de Eduardo Soares e Juliana Tinoco sob orientação do Prof. Ms. Fábio Boldrini

O Trabalho de Conclusão de Curso, realizado por Eduardo Soares e Juliana Tinoco, denominado EFEITO IMEDIATO DA AUTO LIBERAÇÃO MIOFASCIAL NOS MEMBROS INFERIORES DE INDIVÍDUOS ASSINTOMÁTICOS ATRAVÉS DA IMPULSÃO VERTICAL, enviado à gestão do Curso de Fisioterapia da Universidade Municipal de São Caetano do Sul para obtenção do título de bacharel em fisioterapia, sob orientação do Prof. Ms. Fábio Boldrini, obteve conclusões interessantes. Acompanhe alguns trechos do trabalho, entenda como se procedeu o presente estudo e confira os resultados obtidos.

Introdução: A liberação miofascial é uma técnica manual que pode ser utilizada para mobilização de tecidos, especificamente a fáscia, que é um tipo de tecido conjuntivo que recobre músculos, órgãos e vasos sanguíneos. A liberação miofascial pode ser feita pelo terapeuta, porém há um recurso em que o individuo realiza a liberação em si mesmo, a auto liberação miofascial, que é realizada com o uso de um rolo de liberação miofascial (Foam Roller Brasil).

Objetivo: Avaliar o efeito imediato da auto liberação miofascial nos membro inferiores de indivíduos assintomáticos na impulsão vertical.

Métodos: Foram avaliados 17 indivíduos do gênero masculino e feminino, com idade entre 18 e 25 anos, IMC (Peso normal de 18,5 a 24,9), submetidos a dois momentos, T1 (Aquecimento e Impulsão Vertical) e T2 (Aquecimento, Auto Liberação Miofascial e Impulsão Vertical) sendo anotado o maior valor e média dos três saltos.

Resultados: Na comparação geral com média e maior valor de T1 e T2 (p=0,1305) (p=0,1311) não houve diferença estatística. Já os indivíduos que iniciaram com T1 e posterior T2, há melhora significativa do desempenho (p=0,0156), e os que iniciaram com T2 e posterior T1 os dados se mantém (p=05703).

Conclusão: Os resultados sugerem que ao analisar de forma separada sendo a auto liberação miofascial realizada no segundo momento, há vantagens para o desempenho.

“Percebemos, através de análise estatística, que há melhora na performance de indivíduos saudáveis em relação ao salto vertical quando se utiliza o Foam Roller Brasil. Observamos que a performance aumentou em percentual de centímetros saltados, o que, pensando em atletas de alto rendimento, pode custar uma medalha de ouro. Isso nos anima a estudar ainda mais a auto liberação miofascial com o Foam Roller, pois realmente percebemos a melhora da performance”, avalia o Prof. Ms. Fábio Boldrini.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
banner, Matérias

Comentar

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *