30 de julho

Caca Esposito, uma mãe lutadora

Atleta de Jiu Jitsu, atriz e modelo, fala sobre sua rotina de vida e história no esporte

foam roller brasil caca esposito s

Caca Esposito é formada em artes cênicas, com 4 anos de Psicologia, escritora, modelo atriz, lutadora de Jiu Jitsu e mãe de 3 filhos. Acompanhe a entrevista e conheça mais sobre a história de vida e vitórias dessa referência de saúde e bem estar.

Como foi sua vida esportiva na infância?

Filha de bailarina clássica, sempre fiz dança e esportes. Entre eles, surf, voo livre e mergulho.

Quando decidiu seguir na carreira esportiva?

Na verdade aconteceu. Não planejei. O esporte sempre esteve inserido na minha vida. Desde criança. Jogava futebol e handebol na escola.

Como surgiu a opção pelas artes marciais e quais foram os principais ensinamentos que vieram dessa escolha?

Surgiu aos 20 anos. Resolvi experimentar o boxe, migrando logo depois para o Muay Thai. Depois migrei para o Aikido onde sou faixa roxa, Jiu Jitsu (faixa roxa) e Judô. Os principais ensinamentos foram desenvolver meu autocontrole físico e emocional, aprender a valorizar e respeitar os meus amigos de treino, trocando com os mesmos, aprender a me concentrar e me superar. E sem dúvida nenhuma, que nunca é tarde para se iniciar algo que se deseja, se assim você realmente quiser. Sempre é possível superar as dificuldades e fazer o nosso melhor dentro de nossas possibilidades.

Quais os maiores desafios que encontrou no caminho?

No caso do Jiu Jitsu, que comecei “tarde”, aos 40 anos, foi acreditar que mesmo com essa idade, era possível começar algo novo e mais, me tornar uma competidora da arte suave.

E as maiores recompensas?

A superação com certeza é uma das maiores recompensas. Saber que posso ir além do que imaginava. Mas fazer parte dessa família de apaixonados pelo jiu, é uma recompensa que me move. O Jiu Jitsu é apaixonante. Me tornei uma competidora desse esporte. Comecei o Judô para me auxiliar nas competições. E hoje também sou uma apaixonada por essa arte.

caca esposito foam roller brasil s2

Como você faz para conciliar a sua vida familiar, sendo mãe de três filhos, com a vida profissional e de atleta?

Não dá pra ser 100% em tudo. Às vezes acabo “pecando” em algum quesito. Mas se falho em um dia, compenso no outro, e assim vou tentando equilibrar. Minha semana é pauleira em função dos treinos, principalmente se tiver campeonato chegando, mas mesmo assim faço questão de levar e buscar meus filhos na escola e almoçar com eles. E meus finais de semana são dedicados totalmente a família. Como meu trabalho é mais flexível no horário, eu até hoje tenho conseguido conciliar tudo.

Como tem utilizado o Foam Roller Brasil e quais benefícios observa?

Nossa, tem me ajudado muito. Como toda atleta tenho muitas lesões, e com a minha idade ainda se agravam, e o Foam Roller tem me ajudado na liberação miofascial. Fico com a musculatura mais relaxada, distensionada. Me sinto renovada.

Se você pudesse dar uma dica para as mulheres que deixaram de cuidar da sua saúde física após a gestação, qual seria sua mensagem?

Não usem a gestação como desculpa para não se cuidarem. Comecem voltando com calma as atividades físicas, mas principalmente procurem se alimentar de forma correta; até para que possam dar um leite de qualidade para seus filhos. Acreditem que é possível ter uma vida saudável mesmo após a gestação, porque é. Perseverem e se mantenham focadas em se manterem sempre saudáveis. Vale muito a pena!

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
banner, Matérias

Comentar

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *