18 de janeiro

Beleza e bem estar com Renata Soton

A dedicação, talento e disciplina de uma linda atleta

Beleza e bem estar | Fotos: Arquivo Pesoal

Beleza e bem estar | Fotos: Arquivo Pesoal

Renata Soton é uma esportista super dedicada e disciplinada. Compete em uma das categorias mais atraentes do fisiculturismo, batizada de Wellness (bem estar), onde o baixo grau de volume muscular, a feminilidade e a beleza são componentes fundamentais. Confira a matéria e aprecie a rotina, dedicação e amor pelo esporte dessa linda atleta.

Como foi seu início no esporte?
Fui muito magra na adolescência e tinha pavor de ser chamada de magrela, cheguei a sofrer bullying e vi na musculação uma saída para esse meu problema. Em 2013, um profissional de educação física da academia onde treino me incentivou. Disse que eu tinha o perfil de uma das categorias no fisiculturismo e eu não acreditei porque nunca fui musculosa, mas fui pesquisar e vi que a categoria Wellness era mais feminina e as atletas possuíam um corpo mais saudável.
 
Quando passou a competir profissionalmente? 
Em 2013 mesmo, com menos de dois meses para o campeonato na categoria Estreantes, busquei um profissional de nutrição e educador físico e foquei até o grande dia.
 
Ainda lembra da sua primeira apresentação e o nervosismo que sentiu? 
A primeira vez nunca se esquece! Nossa, que experiência. Eu me perguntava: “O que estou fazendo aqui? Que loucura essa minha, só posso estar ficando maluca”. Fora que sempre achamos que não estamos bem, né? Mas subi naquele palco, que ficou enorme, aquela multidão me analisando e eu não tinha o que fazer, já estava ali e tinha que fazer algo. Fiz minha apresentação e de 17 meninas fiquei em quarto lugar. Um excelente resultado para quem se preparou em 1 mês e 15 dias.
 
Você compete na categoria Wellness. Poderia explicar mais sobre os objetivos que ela propõe? 
A categoria Wellness é uma categoria nova, criada em 2015 pela Federação Oficial de Culturismo e Fitness do Rio de Janeiro, pensando no padrão do corpo da mulher brasileira. As condições do físico são: baixo grau de volume muscular; proporção e simetria de um corpo feminino tonificado; tônus muscular moderado; aparência saudável; beleza facial; beleza estética; tom de pele bronzeada e uniforme.
 
Poderia nos contar sobre sua dieta, quais os alimentos preferenciais e os não recomendados? 
Minha dieta muda de acordo com as fases da minha preparação. Como a categoria prioriza media/alta densidade muscular e minha genética já é de ser mais seca, na maior parte do tempo ela se mantém hipercalórica. Faço de 7 a 8 refeições diárias, de 3 em 3 horas e em todas incluo carboidratos de baixo índice glicêmico – por ter digestão mais lenta, liberar menos açúcar no sangue e serem ricos em fibras, que melhoram o funcionamento do intestino e dão saciedade por mais tempo. Como bastante frango, tilápia, claras, batata doce, aipim e batata baroa.
 
Sua dieta muda de acordo com a época do ano? Por exemplo, consome determinados alimentos no inverno e outros no verão?
Minha dieta muda de acordo com os campeonatos. Infelizmente, às vezes, preciso comer salada em tremendo inverno! Faz parte, né?

Porque quando está em um período próximo das competições você evita comer frutas? Essa deve ser uma dúvida intrigante para o público em geral.
Frutas tem açúcar, o que atrapalha a construção muscular. Moléculas de açúcar destroem moléculas de proteínas e isso, para quem quer construir músculos é péssimo, não é?
 
Quantas horas por dia você treina? Poderia descrever sua rotina básica? 
Treino no máximo uma hora e vinte minutos. Meus  treinos são com periodização ondulatória, pois é possível obter progressos mais rápidos em termos de força e massa muscular se variarmos o estímulo do treino de sessão para sessão. A ideia por trás da periodização ondulatória é a de variar o volume e intensidade com frequência (a cada sessão) de forma a proporcionar estímulos diferentes com uma maior frequência. Isto faz com que o corpo e, principalmente, o sistema neuromuscular, tenham que se adaptar a cada nova sessão de treino. Dessa forma, se evita a estagnação do aumento da força e da massa muscular. Divido meu treino em A, B, C, D (quadríceps; posterior e glúteo; costas, bíceps e triceps; ombro e peito). Às vezes mudo a organização dos grupamentos musculares, não é sempre que fica nesse formato!
 
Como o Foam Roller ajuda sua recuperação muscular? Quais os benefícios que observa e como costuma utilizá-lo? 
Com os treinos pesados sinto muitas dores musculares e em toda parte do corpo. Alongar é fundamental e o Foam Roller alcança camadas que não consigo atingir apenas alongando. Uso antes e depois dos treinos, invisto, diariamente, dez minutos com ele e me sinto completamente alongada, leve e pronta para o treino.
 
Gostaria de deixar uma mensagem para as pessoas que gostariam de ter um estilo de vida mais saudável, mas tem dificuldades em disciplinar sua alimentação e rotina de treinos? 
Minha rotina não é fácil, mas sou atleta. Uma pessoa normal consegue manter uma dieta saudável sem tanto sofrimento. Pra mim não existe “eu gostaria” e sim “eu quero e vou fazer”. É uma questão de escolha. Eu amo doce, eu amo pizza, coxinha… amo mesmo, mas não como se eu não posso. Eu tenho consciência dos períodos que poderei abrir mão da deita mais rigorosa e comer umas delicias dessas. Uma dica para quem quer se alimentar de maneira mais saudável é preparar suas refeições no dia anterior e carregar sua bolsinha térmica com você. Assim evitamos tentações.

Pronta pra outra

Pronta pra outra

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
banner, Matérias

Comentar

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *